sexta-feira, 28 de abril de 2017

Horizonte Sem Filtro

Horizonte
Sem Filtro
Sem Brilho
Sem Dentes
Distante - Cego - Poluído

Estou Preso no Barro
No Fundo do Poço Seco
Sem Margens para Ancorar

Devagar - Sem Ritmo
No Asfalto Descansava
Apavorado - Sem Voz
Essa e Esta são Vidas que Se Perdem
Incauto Ouço Profetas do Fim do Mundo
Pensamento Quadrado
Admiro a Lua Cinza
Clamo Por um Leitor
Que não saiba Ler...

terça-feira, 25 de abril de 2017

O Sol...



O Sol Anda muito Baixo

Posso Sentir suas Membranas

Suando tomo um Chope

Sua Claridade vai Cegando

Sem Árvores - Sem Sombra

Escaldando ao Sol

Grupos Mudos

Faces, Braços e Pernas.

Queimam ao Sol

Verão Eterno

Olhares Devoram

Uns aos Outros

Avenidas e Ruas Ardem

De Volta as Suas Casas

Morrem Queimados

Honrados...

domingo, 16 de abril de 2017

Face Açoitada

Estas - Essas Palavras
São Simulacros
Infelizes Até
Navego Longe do Inimigo
 - Não Silêncio
Observo o Fenômeno
Assim Sempre Ocorre
Mas, Perde a Originalidade.
Sem Reação
Pensamento Ação
Desfeito
Impuro
Abafado
Sobressai em Mim
Endurecem a Cada Jornada
Na Face Açoitada
Bradam Tantas Palavras
Couraças
Máscaras Grotescas
Sem Forma
Formam o Ser

sábado, 15 de abril de 2017

A Contenda

Combates
Divergentes
Diálogos Ausentes
Opiniões
Mundos Ausentes
Tão Diferentes
Palavras Velhas
Virtuais
Fora do Centro
Espalham Dor - Desamor
Convivendo
No centro do Ódio
Almas Pregressas
Sem Pensar - Com Pesar
Máscaras não Caem
Calcificaram nas Faces Vazias
Interiores Nos Olhares
Violência dos Dias
Fria Superficial Visão do Amor - Virtual...
Tufão Cibernético
Estimula Vazias - Iras
Desligar Horrores
Conectar novas/velhas Vidas
Sem Fim - Recomeço - Conclusão

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Poema Dispare

Espectador dos Dias
Dos Fatos Insólitos
Vamos Transitando
Pela Vida
Muitas Vezes sem Ela
Sem Viver sua Intensidade Plena
Almejando
Certeiros Gatilhos para Disparar
...
Para Escrever Versos Dispares
Intensos
Simples
Profundos
...
Transbordam
Inspirações Literárias
Valiosas no Grande Vazio
Deslumbra
Nos Leva aos Longos Declives
Das Existências
Mas, que Mundo Frio.
Sensibilidade perdida na Estrada
Sempre a Pé
Vagando
Andando - Andando
Nos Caminhos Vários
Sonhando
Aspirando os Dias
Procurando Incansavelmente
Através da Densa Névoa
Quem Lê...

terça-feira, 11 de abril de 2017

Escuridão

Horizonte
Alagado de Cores
Olhar
Penetrante do Poeta
Alma Apagada
Ancestral
Profunda
Retinas sem Brilho
Escuridão
Na Simplicidade Do Olhar
Cego

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Máquinas Poéticas

Contemplo
Máquinas
Inúteis
Estranhas
Carcaças
Sem Glória

Divagando
Longe do Afeto
Do Abraço
Apenas
Observo
Frias
Metálicas
Pesadas
Máquinas Poéticas...

domingo, 9 de abril de 2017

Poesia Sênior

Ouvir
Música
Faz a Alma Dançar
Arvores Invejam o Movimento
Algumas Pessoas - Passos

- Andam
- Amam

Pretensioso Salto
Deslize
Felicidade de Criança
Alegria Fantasia
Relevando Cartas
Cansado

Nascem os Cabelos Brancos
"Coragem"
Assumo Diante
Oblíqua e Densa
Sinuosa Estrada da Existência
Que Envelheci... 

sábado, 8 de abril de 2017

Densa Metamorfose

Traços e Versos
Percorrem o Mundo Mudo
Retrato Vivido Nu - Cansado
Nuvens Densas do Destino
Pairam Embriagadas - Cheias - Vão...
Palavras, ilusões - Riscos
Prosas Tensas da Metamorfose dos Dias
Seguem o Séquito dos Tempos
Pasmo Observo a minha Devora

Delírios - Delírios Plenos
Cinza na Tempestade Desritmada
Caos no Centro da Cabeça
Rimas Manipuladas
Todas Internas - Obscuras

Qual Seria o Assombro da Poesia?
Ilusão ou Pausa no Viver
Sulcos na Face
Marcas na Dureza das Palavras não Ditas
Suor feito Pedra - Jaz nas Faces
Intensidade Tremula
Indecisão perto do Fim...

Recomeço

terça-feira, 4 de abril de 2017

Traços Secos

Papel
Sinuoso
Amante dos Traços

Passa o Laço Largo
Na Garganta Seca
Urgente
Urge!

Falas Abertas - Fechadas
Linhas Consumadas
Escritos Impermanentes
Selos Vazados
Entorpecendo
Cabeças Frágeis
Engarrafadas

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Poesia de Vanguarda

Poesia Subterrânea
Reverberando Vanguardas

Céticos
Esmurrando Sombras

Medos Líricos
Atravessando Semáforos Queimados

Sinapse Petrificada
Pesa o Verbo

Sucumbindo Desejos
De Liberdades Ausentes. 

domingo, 2 de abril de 2017

Romper-se

Andar
Romper-se
Rumo não ha
Caminhos
Do Caminhante
Levando Sempre ao mesmo Lugar
Antes Passado
Nos Círculos
Anteriores
Interiores

Rasos
Estáticos
Sem Prosseguir

sexta-feira, 31 de março de 2017

Mobilidade Poética

Estação
Metrô
Passos

Conversação Interrompida
Viagem Enfadonha
Semblantes Cansados
Celulares Hipnóticos
Face Cicatriz
Longe dos Poetas
Jazem as Estações
As Linhas Coloridas
Paradas
Túneis
Esperando
Três Minutos
 - Sons
Embarque e Desembarque
Gente Pensando - Falando - Sonhando
Andando - Correndo
 - Sons

Cidade Indigesta
Tem
Coisas - VAZIOS  e Gente Demais...

sábado, 25 de março de 2017

Fluido Poético

Poesia Líquida
Pinga
Plana
Paira

Movimenta-se
Na Terra - No Céu
Pássaros Diáfanos Observam

O Papel Aguarda
Caligrafias

Os Olhos
As Mãos
Os Seres
O Tempo
As Almas

Todas e Todos
Líquidas


terça-feira, 21 de março de 2017

Cataclismos Diários

Pulverizando Vendavais
Relendo Intrépidos Textuais
Disrupção Repetida
Ecos de Desafios Lúgubres

O Cataclismo Crescente Adormece
Entorpece
Hoje

segunda-feira, 20 de março de 2017

Horas Ingratas

Horas Ingratas
Ocupação na Essência
Cavernas e Masmorras

Palavras Estilhaçadas
Compunham Passos
Letras - Canções
Pedaços da Noite

Escritas Tardias
Amargo Reverso
Verso

domingo, 19 de março de 2017

Rizomas da Existência

Árvore da Existência
Nos Seres - Florestas
Ecos Geométricos
Egos
Revoluções Curvas
Nascem e Renascem de Sementes Vivas
Caules - Torções - Troncos
Esforços Brandos - Intensos
Plantas Cinzas
Cores Murmuram Baixinho
Coloridas - Verdes
Raízes - Rizomas - Elixir
Seres Invertidos
Esquadrinham Águas Rasas - Profundas
Buscam a Luz
Procuram Resistir...
Resistir
Existir

sábado, 18 de março de 2017

Tempos Nefastos

Tempos Nefastos
Me Arrasto
São Dias de Ciclo Gasto
Deixando Rastros Vazios
Depressões
Afundo Sem Respirar
Lento
Sinto a Tortura Passar
Aquecer
Tento Correr
Ninguém vai Socorrer
Não existe Cura
Aflição
Espinhos Transpassados
Na Garganta - Na Jugular
Transformam
Saliva em Fel...

sexta-feira, 17 de março de 2017

Falas


Um Poema enquanto se desdobra 
passa pelas frestas
do Silêncio - das Trevas 
e as vezes chega até a Luz...
Silenciando mais uma vez.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Curiosos

Alguém pode ter Lido
Entendeu?
Não sei...
Importa?

- A Mim
- Ao Ser
- Aos Outros
* A quem Leu
...

Falta a Conversa
Ao Vivo
As Escolhas
A Palavra
Ainda Sem o Retorno
Vou Escrever
Resistir

Verdades Ditosas

Mazelas
Criaturas Famintas
Diversas
Enumerar as Sombras
Os Sexos
As Verdades
Ditosas

quarta-feira, 15 de março de 2017

Ação & Plenitude

Poemas Plenitudes
Sutil Ação
Etílicos Embalam Escritos
Transbordam Excessos
Beijos Travando Línguas
Recriando Despedidas
Alegrias
Sorrisos
Abraços

Poesia Corrosiva

Poesia Corrosiva
Sólida
Esquiva da Ira Temporal
Horas Inócuas
Navegam
Sob - Tempestades de Medos
Restos - Pesos e Fins
Adjetivos Reduzidos
Viram Pó!
Emergindo ao Redor
Figuras Bizarras
Ameaçam o Tempo
Os Futuros
As Eras Erradas. 

Trampolim

Caminhar
Nunca é Igual
Viver na Estrada
São Voos
Trampolins sem Direção
Aos vários Destinos
Nunca
Fomos Inocentes
Para Seguir em Frente
Retornar
-
Versos Transparentes
Comovem Olhares
Brindo ao Anoitecer
Retinas Retas Cristalinas
Caminho
Para não Existir
Para Não Ser

segunda-feira, 13 de março de 2017

Palavras Raras

É possível Perder algumas Palavras e acentos durante o caminho, 
mas a Poesia que vem depois nunca se Perde...

Entrega

Entregue-se
Ao Coração
As Linhas
A Estrada
Mas, não se Renda.
Não existe Vida Segura
Nem Liberdade Total em Vida
Melhor Seguir
Sem Falsidade
Com Alguma Esperança
Simbólica
Além...
Longe das Amarras
Longe das Superfícies
Planas
Das Passagens
Fechadas

Brilho no Matagal

Na Mata
Um Dia
Vi as Letras Acenderem
Lucidez
Origem de Fogo Fátuo
Resplandecente Trova
Entorpecente Realidade
Um Dia
Será Mata

O Retorno

Caminhos
Ruídos
Vestidos
Verdades

Vontade Indomável
Volver as Casas
Retornar as Estradas 

sexta-feira, 10 de março de 2017

Palavras Torcidas

Torcendo Palavras
Irredutíveis Tempos
São Muitos
Instintos Remotos
Diálogos Extremos
Sonoros
Altos
Cansados
Dentro de Escafandros
Com meu Alforje Pesado
Navego nas Profundezas
Pouco Ar
Procurando Antídotos
Para Apaziguar
Palavras
Incertezas
Ciclos

quinta-feira, 9 de março de 2017

Crônica Etérea

Crônicas das Nuvens
Altas
Com Sopro
Criava Nuvens
Criava Vendavais
Mas,
Não Criava sua Existência
Era Etéreo
Sem Forma
Esvoaçavam Cabeças
Inebriado Assoprava sem Parar
Um Dia
Iria se Transformar
Em...
Metamorfose.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Explosão Cerebral

Átrio
Estreito
Desejos Esguios
Clamam
Estéticas da Tensão
Rugido Dissonante
Razão da Explosão Cerebral
Conexões Neurais Partiram
Fragmentos Sobrevivem Disfarçados
Eletrodos Procuram Lucidez
Involuntárias Contrações
Convulsões
Escrevem
Itinerários do Fim...