terça-feira, 21 de março de 2017

Cataclismos Diários

Pulverizando Vendavais
Relendo Intrépidos Textuais
Disrupção Repetida
Ecos de Desafios Lúgubres

O Cataclismo Crescente Adormece
Entorpece
Hoje

segunda-feira, 20 de março de 2017

Horas Ingratas

Horas Ingratas
Ocupação na Essência
Cavernas e Masmorras

Palavras Estilhaçadas
Compunham Passos
Letras - Canções
Pedaços da Noite

Escritas Tardias
Amargo Reverso
Verso

domingo, 19 de março de 2017

Rizomas da Existência

Árvore da Existência
Nos Seres - Florestas
Ecos Geométricos
Egos
Revoluções Curvas
Nascem e Renascem de Sementes Vivas
Caules - Torções - Troncos
Esforços Brandos - Intensos
Plantas Cinzas
Cores Murmuram Baixinho
Coloridas - Verdes
Raízes - Rizomas - Elixir
Seres Invertidos
Esquadrinham Águas Rasas - Profundas
Buscam a Luz
Procuram Resistir...
Resistir
Existir

sábado, 18 de março de 2017

Tempos Nefastos

Tempos Nefastos
Me Arrasto
São Dias de Ciclo Gasto
Deixando Rastros Vazios
Depressões
Afundo Sem Respirar
Lento
Sinto a Tortura Passar
Aquecer
Tento Correr
Ninguém vai Socorrer
Não existe Cura
Aflição
Espinhos Transpassados
Na Garganta - Na Jugular
Transformam
Saliva em Fel...

sexta-feira, 17 de março de 2017

Falas


Um Poema enquanto se desdobra 
passa pelas frestas
do Silêncio - das Trevas 
e as vezes chega até a Luz...
Silenciando mais uma vez.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Curiosos

Alguém pode ter Lido
Entendeu?
Não sei...
Importa?

- A Mim
- Ao Ser
- Aos Outros
* A quem Leu
...

Falta a Conversa
Ao Vivo
As Escolhas
A Palavra
Ainda Sem o Retorno
Vou Escrever
Resistir

Verdades Ditosas

Mazelas
Criaturas Famintas
Diversas
Enumerar as Sombras
Os Sexos
As Verdades
Ditosas

quarta-feira, 15 de março de 2017

Ação & Plenitude

Poemas Plenitudes
Sutil Ação
Etílicos Embalam Escritos
Transbordam Excessos
Beijos Travando Línguas
Recriando Despedidas
Alegrias
Sorrisos
Abraços

Poesia Corrosiva

Poesia Corrosiva
Sólida
Esquiva da Ira Temporal
Horas Inócuas
Navegam
Sob - Tempestades de Medos
Restos - Pesos e Fins
Adjetivos Reduzidos
Viram Pó!
Emergindo ao Redor
Figuras Bizarras
Ameaçam o Tempo
Os Futuros
As Eras Erradas. 

Trampolim

Caminhar
Nunca é Igual
Viver na Estrada
São Voos
Trampolins sem Direção
Aos vários Destinos
Nunca
Fomos Inocentes
Para Seguir em Frente
Retornar
-
Versos Transparentes
Comovem Olhares
Brindo ao Anoitecer
Retinas Retas Cristalinas
Caminho
Para não Existir
Para Não Ser

segunda-feira, 13 de março de 2017

Palavras Raras

É possível Perder algumas Palavras e acentos durante o caminho, 
mas a Poesia que vem depois nunca se Perde...

Entrega

Entregue-se
Ao Coração
As Linhas
A Estrada
Mas, não se Renda.
Não existe Vida Segura
Nem Liberdade Total em Vida
Melhor Seguir
Sem Falsidade
Com Alguma Esperança
Simbólica
Além...
Longe das Amarras
Longe das Superfícies
Planas
Das Passagens
Fechadas

Brilho no Matagal

Na Mata
Um Dia
Vi as Letras Acenderem
Lucidez
Origem de Fogo Fátuo
Resplandecente Trova
Entorpecente Realidade
Um Dia
Será Mata

O Retorno

Caminhos
Ruídos
Vestidos
Verdades

Vontade Indomável
Volver as Casas
Retornar as Estradas 

sexta-feira, 10 de março de 2017

Palavras Torcidas

Torcendo Palavras
Irredutíveis Tempos
São Muitos
Instintos Remotos
Diálogos Extremos
Sonoros
Altos
Cansados
Dentro de Escafandros
Com meu Alforje Pesado
Navego nas Profundezas
Pouco Ar
Procurando Antídotos
Para Apaziguar
Palavras
Incertezas
Ciclos

quinta-feira, 9 de março de 2017

Crônica Etérea

Crônicas das Nuvens
Altas
Com Sopro
Criava Nuvens
Criava Vendavais
Mas,
Não Criava sua Existência
Era Etéreo
Sem Forma
Esvoaçavam Cabeças
Inebriado Assoprava sem Parar
Um Dia
Iria se Transformar
Em...
Metamorfose.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Explosão Cerebral

Átrio
Estreito
Desejos Esguios
Clamam
Estéticas da Tensão
Rugido Dissonante
Razão da Explosão Cerebral
Conexões Neurais Partiram
Fragmentos Sobrevivem Disfarçados
Eletrodos Procuram Lucidez
Involuntárias Contrações
Convulsões
Escrevem
Itinerários do Fim...


sexta-feira, 3 de março de 2017

Antigas Verves do Ano 2017

Verve
Percorro
Caminhos Extintos
Observo
Poesias Errantes
Pelas Múltiplas Frestas do Olhar
Análogas ao Relento
Aroma de Trilha Antiga
Terra Solta
Adentro no Roteiro
Vertiginosa Velocidade
Paisagens em Mim
Tingindo Visões
Saudade
De Outras Caminhadas

quinta-feira, 2 de março de 2017

Fim das Letras

Quando Avistei
As Sombras
Eram Irracionais
Ladrões de Almas
Desespero Autóctone
Sem Clemência
Sem Diálogo

Na Varanda Incandescente
Da Escrita
O Poema
Fora das Linhas
Gritava por Piedade

No Papel
Na Tinta - Esperança Esquivava
Minúsculas Reticências
Fulguravam na Noite Insone
Insana
Livros Caíram
Despencaram no Limbo
Varrendo Escuridão
Perdendo Palavras
No Propósito Irreal
Da Criação de Novos Muros
Abismos Sem Palavras
Debruçado nas Sombras
Observei
As Letras Degoladas

E.Y.

Tormenta

A Tormenta
Começou
Terminou e Poucos Sentiram
Passou
Dias Depois
Recomeçou - Conquistou - Prosperou
Vendaval de Mentes Inquietas
Sem Controle
Arrasou os Ares
Lagos, Pampas e Pensamentos
Alojou-se
Em Nossas Cascas
Casas
Rabiscos
Anotações
Vivências
Se Foi
Na Forma
De Temporal - Ventania...

quarta-feira, 1 de março de 2017

Escritos

Escrever
É caminhar em Cais Desertos
Só com o Coração
Cruzar Armadilhas
Buscar Sorrisos
Onde não há

Mãos
Apreciando Nuvens
Voam Soltas
Calei diante o Azul
Retorno na Escrita
Fora da Lei...
Espero Anoitecer
A Lua - O Lar
Entoando Mantras
De pequenas Palavras
Letras
São Meus Escudos 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Açoite das Horas

Tempo
Raro
Surpreende
Outros Tempos
Infinitos Quânticos
Ontem - Hoje - Amanhã
Ausenta Arrastado
Impossível Medir
Pesadas Horas que Açoitam
Longe da Margem
Afundarão

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Vertigem

Amanheceu
Tive Certeza
Que a Terra parou de Girar
Mas, Eu Volvia... 
Girava e Rodopiava
No Meu Eixo
No Eixo do Mundo...

Trapézio sem Asas

Desfocado
Equilibrando
Em Finos Fios de Prata
Trapézio sem Asas
Solitário
Desce Desiquilibrado
Longe das Estrelas
Ausentes

Sussurram o Som das Águas
Transbordam Luz
Mágica
Brilho
Meus Olhos
Parecem Frações
Sem alas - Sem destino
Eterno e Suave
Som do Espaço Mar

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Miragem Clandestina

Hoje encontrei um Poema Perdido
Estava dentro de uma Miragem
Poema Antigo
Desses que passam
Com olhos Mareados
Apertando Gargantas
Cheio de espelhos
Cheio de palavras pulsantes
Flutua sem capa
Sem páginas ou pontos
Clandestino
Como deve Ser...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Portais

Os Portais
Portas - Janelas
Pálpebras
Passagens Mentais
Abertas
Fechadas
Nem sempre se Vê
O Tempo Passar
Fenômeno Mudo
Cresce sem Pulso
Imperceptível Acesso
Que todo Vazio Tem
Epifania Pagã
Em Nós...

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

"Pânico"

Ultimamente
Todas as Noites
São Insones
Longas
No Anoitecer
Na Escuridão Difusa
Incansável Madrugada
Suor Noturno
 - Pânico - Medo
Crônica sem Repouso
Sem Resposta
Noites em Claro
Dias em Claro
Esvaído - Trêmulo
Sonambulo Inconsequente
Perturbando Palavras
Boca Seca
Rolando em Leitos e Travesseiros Mofados
Mergulho sem Sonhos
Sem Pálpebras - Sem Sol
Nos Crepúsculos
Fenecendo nas Horas Escravizantes
Nunca Mais
Vou Anoitecer
Adormecer...


O CVV - Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, ligue 141.
http://www.cvv.org.br/




Eras...

Saudades
Das Eras
(De Ser quem Eu Era - Sou)
Retomar Esperanças
Reencontros - Reexistir
Na Resiliência dos Dias...
Vou

Outros Sonhos - Outros Voos
Outros Vértices 
Outros Olhares - Cheios
Desenhar Caminhos
Afagos
Sobreviver a Vida
(A Existência Não se Toca)
O Destino sem Sintonia
Ansiando
Desejando
Na Grande Roda
Nascimentos e Mortes
De Grandes Amores
Livres.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Cidade Fechada

Utopia
Dos versos
Sobrevoam as Praças
Fazem Sonhar
Novas Estradas Poéticas
Planam Palavras Livres
Flutuam Reflexões
Flores e Seres Sobrevivem ao Asfalto
Resistem
Pássaros
Borboletas
Criaturas
Vão Viajando
No Verso
Duro da Cidade Ostra
Concreto
Ainda Tenho Asas
Para Voar
Nas Praças
Da Utopia - Periférica

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Amnésia...

Angústia
Que me Devora
Cansa - Caça
Camadas e Camadas Ultrapassadas
A Mente Morde
O Chão
Doença sem Cura
Sem Trato
Efeitos Colaterais
Entrelaçados
Espalham Paixões
Amnésia Regenera os Grilhões
Joelhos Ralados
Dilacera Reprises
Cenas Repetidas
Limites Paralelos
Tragam Pensamentos
Até o Dia Clarear

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Deslize Bucólico

Próximo Instante
Perfeito Deslize
Dia Tolo Verdadeiro
Contemplo o Entardecer
Desocupado
Longe das Montanhas
Equilibrado
Na Tampa do Bueiro
Perifa
Contemplo Problemas Imaginários
Momento Insensato - Insano
Escadas, Escalas e Termômetros Delirantes.
Contando e Medindo Vertigens
Viajar É Preciso!
Bucólico
Busco Primaveras - Outonos
Novas Velhas Ruas - Curvas
No Amanhecer
Sem Vida
Morrendo Paulatinamente
Sobrevivendo...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Nos Muros e Cordas do Espaço Tempo

Temor Escondido
Carrega
Medos - Gritos
Nas Bordas dos Lábios
A Fala Aperta
Vai Quase Existir
Malfeita - Analogia Inaudível
Abalada
Ressoando Hífens
Amassadas - Dobradas
Nas Linhas do Poema
Nas Linhas do Tempo
Nas Cordas do Espaço Tempo
Frase Nula
Dilacerada
Retalhada
Exilada das Páginas
Dos Muros
Passeia Distante
Não Diz Nada
Antes
Do Murmúrio
De Cada Alma
De Cada Ser...

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Descolonize sua Poesia!

Os Melhores Poemas, 
são aqueles escritos sem Razão, 
sem Previsão, sem Métrica ou Rima, 
feitos no Acaso sem Explicação...

Palavras de Desordem

Palavras de Ordem
Desordem
Palavras Persistem
Perdidas
No Paraíso Proibido
Escondido
Passivamente Falo - Penso
Reflexões Perniciosas
Pensantes - Perturbadoras
Promessas Escritas no Velho Papiro Tempo
Arranjos Inabaláveis
Provocante Observação
Pulsante
Proezas e Peripécias
Sutil - Impermanente
Vozes Silenciosas
Malicioso Impulso
Guia
Pupilas Dilatadas - Pulsantes
Propostas Plasmadas
Pasmadas

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Fogo Caudaloso

Rio Caudaloso
Pedaços de Mares
Escritos Sinuosos
Fragmentos Aquáticos
Coloridos Vitrais
Vão Passar
O que Somos?
Diante a Travessia
Medo e Nostalgia
Magia Redescoberta
Chama
Nas cores da Existência
Vida Profunda
Desvela a Solidão
Reincidente Ressurge
Ouço o Som
Do Traço
Dos Fragmentos
Dom
Ilusões
Onde estão os Budas?
- Incandescência
- Sabedoria
Fogo Libertino
Tons dos Traços
Ilumina sem ter Medo
Ser
Travessia
Para o Encontro
Dos Fragmentos da Transformação