sexta-feira, 23 de junho de 2017

Passos...

Onde os Passos Vão
O Som
A Mão
Escreve Solidões

Rios
Isolamentos
Ruas

Lugares - Você!
Ouvi Falar - Ouvi Dizer...
Passar - Precipitar
O Silêncio
Que há no Ar
Em mim
No Folego
Não Basta
Vai me Lavar - Levar

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Inverno dos Dias na Cidade Cinza

Invernos
Dos Dias
Do Cais - Do Caos
Gélido Racha a Pele
Congela o Ar - Vazio

A Garoa
Escorre - Enruga Papéis
Corpos Tremem
Dói nos Ossos Tortos

Na Tocaia dos Versos
A Cidade Cinza
Prossegue
Fria
Sem Guia
Sem Poesia.

As Dores da Alma

Erros
Acertos
Partidas
Devagar - Intuindo

O que Ninguém Sabe
Poucos Preferem Falar
Ver...
Escrevo mais uma Vez...
Na Estrada - Perco a Lucidez
Caminhando Cansado
Frenando Versos
Fracassando nas Partituras Circulares
Torno-Me: Desenho - Poeta e Poesia
Para Sentir - Percorrer
As Dores da Alma e suas Linhas
Como São...

sábado, 17 de junho de 2017

A Dança dos Arbustos

Arbustos
Dançando no Vendaval
Para Afugentar
Fuligens
O Som faz Cantar
Volver
Nostálgicas Canções
Do Tempo Integral
Real
Da Saudade Absoluta
Resoluta
Trova Sonora
Agora

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Sentidos

Sentidos
Do Ser
Sentidos dos Caminhos
Percepções Sensoriais
Experimentais

Sensíveis
Intangíveis
Espirituais

Transcendem Mundos
Exóticos
Mares - Dentro e Fora da Terra
Intimista
Etérea
Efêmera... 

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Coisas Arrazoadas

Cestos
Cheios de Letras
Vidas
Cheias de Tudo

Ações Imprevistas
Conflitos
Vaidades Mostras
Verdades

Traições
Existências
Ilusões
Coisas Arrazoadas Demais

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Amparo...

Amparo
Letras e Linhas Anuais
Não Vão mais Embora
Nem o Coração Para
Nem o Amparo Para!
Cruzam Periferias
Amparando Almas Desgarradas
Amores, Carinhos Antigos - Muros.
Devagarinho fez Aniversário
Todas as Artes Cantando
O Vento Venta nas Frestas
Constrói e Reconstrói - Movimenta - Perfuma
Costumes Libertos
De Resistência e Ocupação
Sem Fim, Presente Sempre!


* Poema confeccionado para o Aniversário de Um Ano do Amparo Literário - Cidade Tiradentes - Perifa SP. Junho de 2017.
E.Y.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

A Semente

Seiva Poética
Chove no Caminho
Acomodam Ilusões,
Lembranças
Poeira
Vida
Cenários Escritos
Insuportáveis Intempéries
Tempestades
Quebram as Asas
Transportam Sementes
Pra Gente Germinar
No Sol
No Vento
No Tempo