quinta-feira, 17 de abril de 2008

REFLEXOS


Com a chuva o cheiro da terra molhada
Respiro
Recordações, brincadeiras – O tempo
Coisas que eu nunca mais encontrei

Inquietude como barcos antigos
Vou entoando canções cristalinas
Enfrentando maremotos tortos
Sonhando no porvir
Minha inclinação para a vida se desfez
Impotente, incoerente – inquieto eu sou
Movimento involuntário
De gostos & olhares
Reflexos do Sol em mim
Na água
Na luz que ilumina
No meu passo - penso
No traço - escrevo
Eu faço
O porvir...
Surgirei Alfarrábio!
Resolvo seguir
A beira Mar
No Bar
Andar
Pescar
Margear
A beleza
Clareza
Faz da flor Pássaro fortaleza
Fez da letra firmeza.

Pés descalços – desamarrados - desarmados
Acalentando Prantos – Sonhos - Soltos
Encantos Claros & Escuros - Cantos
Andando em Gargantas entaladas, Lágrimas fluídas
Cantando
Amores Férteis
Encantos Breves
Indefesos
“Matos”
No reflexo da água
Da minha face
Vou
Voar, voar, voar...
SER
Ar.
Everaldo Ygor
Pescarias & Águas – 11 & 13 de abril 2008.
Foto: Everaldo Ygor

59 comentários:

ಌಌDιαηαಌಌ [Wonder Woman] disse...

Muito bom andar por aqui, vc sabe mesmo usar as palavras...

Se puder gostaria da sua opinião também no meu conto, Alice e Renan - Louca exposição

www.voluptas7.blogspot.com

* hemisfério norte disse...

quando sinto esse cheiro a terra, é sinal das primeiras chuvas. recuo no tempo até à infância, onde era sinal que a época balnear tinha chegado ao fim. adoro esse cheiro.
beijos
por favor comparecer hoje na cerimónia:
http://miniminimos.blogspot.com/
beijos
a.

André Logan disse...

Cara, adorei a forma como vc dispôs a poesia... ficou bem inovador, pelo menos eu nunca tinha visto dessa forma.

Abraçoo

billyko disse...

linda!!
E que a poesia nos aponte o caminho!!
parabens!!zt

Lady disse...

Quero, voar!
Quero ser..
AR!

Adorei! ;D

Me visita depois!
http://ameninalady.blogspot.com


^^v

Denise Machado disse...

"No meu passo - penso
No traço - escrevo
Eu faço
O porvir...
Surgirei Alfarrábio!"

Eu faço o porvir... Isso me tocou profundamente, mesmo porque não andando plantando muito bem. Mas quando vc diz que sugirá velho me trás esperança, porque ainda será Livro. Quero ser Alfarrábio. Ando sentindo muita inveja de ti, ultimamente,rsrsrsrsrsrs

Escrita maravilhosa, como sempre!
É bom ter um Livro para ler.

Torzin disse...

Muito legal!!!


____________________
Blog Mundo Contemporâneo

http://blogueheitor.blogspot.com/

TinTin disse...

Dá até gosto de ler tudo que você escreve, parabéns^^

bjss

Rafael disse...

Nostalgia, foi o que senti lendo esse post.

Ygor, gostei muito do seu ultimo comentário.


Abraços afetuosos amigo poeta.



PS: Sou seu fã (só p/ relembrar)

UNDERGROUND. disse...

A memória olfativa...


=D

http://fliperama-underground.blogspot.com/

Valeu!!!

Lobo disse...

ow se vc tentar a experiencia da lampada fluorescente vc posta o resultado la no meu blog q eu edito o post ok? ^^

Marcos disse...

muito bom e muito gostoso de se ler :) fora como você estruturou o texto... ficou bem interessante

abraço ;)

Susanna Martins disse...

Hoje quando eu estava vindo trabalhar senti o cheiro da chuva... e como estava meio reflexiva, viajei em meus pensamentos para tantos lugares, foi maravilhoso!
Lendo seus versos eu percebi que realmente preciso voar, fazer coisas que realmente me alegram, que me faz meditar...
Um grande abraço e parabéns pelo blog!

Veiga disse...

q legal cara!!

bem interessante, gostei da poesia e da forma que foi escrita.

abraço

Raul disse...

Cara, muito bom o texto, gostei de ler ele.

caio arroyo disse...

Tuas palavras foram muito bem utilizadas, e como vi em outro comentario tambem nunca vi uma poesia dessa forma e gostei das ideias das cores, faz um efeito muito bom

blog disse...

Everaldo, quando vc "destaca" em azul uma palavra (ou uma expressão, verso), vc acaba por induzir o leitor a uma leitura mais tendenciosa.
Pelo menos é o que acontece comigo.

Leio seu texto como um grande devaneio em busca do próprio conhecimento, que se ocaliza ora na infância, ora no próprio ofício de escrever.
Mas vc acaba por induzir-me a prestar atenção às expressões em azul.
Acho complicado isso.

Abraço, amigo.
E vc, como sempre, expressando rara sensibilidade.

blog da vivi sobral disse...

Nossa imprecionante, só acessei blogs com poesia hoje, mais achei a sua bem diferente, muito boa!!

visita lá o meu


*.*.*.*.*.*.*..*.*.*.*.*.*.*.*.*.*
http://vivianesobral.zip.net
*.*.*.*.*.*.*..*.*.*.*.*.*.*.*.*.*

Katarina disse...

Mais um excelente!!
P.S. Cheiro de chuva é simplesmente... suspiro.
Abraço.

blog disse...

Já comentado, meu caro, e mantenho as palavras.
Sempre à espera de algo novo.

young vapire luke lestat news disse...

Sempre que venho aqui é um prazer impar.
Sua intimidade e cumplicidade com as palavras.
Tornam seus poemas únicos.
Um grande []s

L.Sakssida

Os melhores sites PTC disse...

Belas palavra.

Mas acho que a já foi a época da poesia.


Abraçoooo

-=.[B]runOo.=- disse...

legal seu blog

DuDu Magalhães disse...

Enquanto as peças parecem ruir, ao seu redor o planeta simplesmente gira numa velocidade continua. Enquanto o universo é atacado pela poluição sonora descomunal à esfera possui encanto próprio e vibra numa tonalidade única.
Não importa o ritmo da música, a grandeza dos acordes é preciso grandeza dos detalhes. O enriquecimento da poesia, é preciso conjunto para que os acordes não se percam, e o caminho da música seja suave.
Simplesmente suave como os sons dos pássaros que desafiam a acústica da floresta, como o soar dos sinos que despertam a fé, simplesmente sons interagindo numa imensidão de ritmos.
Vencendo a acústica com timbres simplesmente distinguíveis, quebrando a barreira do som, recriando uma nova composição sonora capaz de remodelar o universo...


é, contradições sempre existem... só que ainda não me acostumei com todas elas! xD^~




http://www.visaocontraria.blogspot.com/

Tatiana C. Mendes disse...

E a chuva como sempre... Nos remete a tantas coisas, lembranças, momentos e sensações, além de muitas inspirações, das boas.

E chuva, mar... Águas! Intensas, completamente, de nós. Reflexos no espelho molhado,... Será que existe maior perfeição? Ser humano, máquina perfeita, mas imperfeita em ações... Contudo contempla, alguns, com maestria (até pescar, pesca; não só ilusões, mais ainda inspirações), o belo – o reflexo, o vapor, as nuvens, chuva e mar.

Tatiana C. Mendes
(http://tomates-verdesfritos.blogspot.com & http://imponderavelmente.blogspot.com)

Parmitaum disse...

Muito interessante o lugar
O foto nos induz a refletir sobre as palavras. É algo que todos sentem ao ler, liberdade e naturezsao pensamentos inevitaveis
Parabens pelo blog...

Abraço

Stürmer disse...

eae cara, legal o blog, nao tinha pensado em um blog sobre poesias, adorei!

obrigado pelo comentário!

que tal uma parceria???

http://outrasandancas.blogspot.com/

abraços

Tiago Castelo disse...

Caramba, gostei muito dos reflexos, sabe também faço alguns, qualquer posto no meu e te aviso. Mas, um que gosto é assim - espero que goste:

Nunca deixo de ter em mente que o simples fato de existir já é divertido.

Gostou?

Abraço e parabéns pelo blog!


http://tiago-castelo.blogspot.com

Tom disse...

Diferente e criativa a forma como você dispôs o texto na área de post, gostei.
O texto está sensacional.

Um abraço!

www.indicacao.wordpress.com

Karina Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Karina Maria disse...

Nossa!

Fiquei sem palavras...

"Nostalgia, foi o que senti lendo esse post."[2]

Um exímio poeta!

Parabéns!

http://visaocontraria.blogspot.com/

DAN disse...

Gostei muito da diagramação... nos remete a uma sintaxe mais desconexa. O texto tá muito bom também, parabéns!

http://www.pontodcom.blogspot.com/

NAIKAN disse...

A Nostalgia é iminente nesta sua poesia tão peculiar. O cheiro a terra molhada trás-nos sempre intensas recordações.
Recordações que nos fazem sentir o que apenas em português podemos dizer com uma só palavra: SAUDADE ..

Terno beijo

Fênix Dualista disse...

É notável como vc escreve à flor da pele, por isso que gosto tanto de poesia, é impossível escrevermos sem sentimento ou por obrigação, e as suas sempre dão a impressão do íntimo...


No reflexo da água
Da minha face
Vou
Voar, voar, voar...
SER
Ar.

Lindo...

Mulheres de Atenas disse...

Parabéns!
Achei lindo seu poema, a disposição das estrofes e td o mais.
Vou continuar te lendo!
Obrigada pelo comentário no blog (ah, o "para mulheres" foi só uma forma de economizar vocativos dentro do texto)
Abraço,
Beatriz (a de Athenas)

Danilo disse...

achei muito bonito o poema..
eu senti uma paz ao ler seu poema..parabens!

abraço



se quiser add..


Blog de Estudo, o blog muito mais estudo!

http://blog-blogdeestudo.blogspot.com/

Siegrfried disse...

Genial!
A formatação, tudo!
Adorei esse poema!
Esse Blogger, é cheio de mentes brilhantes!
Com certeza é um dos maiores pólos de cultura da internet!

lenekuhnen disse...

Que escada de ar para subir até a chuva...
Belo desenho, contornado de palavras

Marta Ribeiro disse...

quando chove cheira a terra...á terra seca do calor do sol

bom fim de semana
"Silêncio da Alma"

Juú Carvalho disse...

Estou sentindo esse cheiro e essas lembranças agora.
Veio realmente a calhar =)
Sem comentários sobre o seu dom.
Você é muito bom. Mesmo.
[acho que deve ter cansado de ouvir isso né, mas compreenda, é inevitável!]

ED CAVALCANTE disse...

esses seus versos me fizeram lembrar um velho questionamento. O nosso planeta deveria se chamar Água e não Terra, já que 2/3 dele é constituido por esse líquido precioso!

Mis Caminos disse...

O cheiro da terra molhada torna as andanças mais agradáveis e realmente traz várias recordações à mente.
O lugar da foto é lindo!

Danilo Moreira disse...

Esse poema da uma leveza que quando a gente lê, parece flutuar.
Show de bola.

Abçs!!!

----------------------------------
http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.

Novo texto: A segurança de Eva
----------------------------------

Davi disse...

Muito bom everaldo.....como sempre!


abraço!

www.locupletado.wordpress.com

fernanda disse...

Mto legal, parabens!!!

Jorel disse...

otimo blog,visite o meu ^^

http://jogos4everuteis.blogspot.com/

Marcos Costa Melo disse...

Cheiro de terra molhada "rima" com nostalgia. Fiquei assim.

abs

Petter disse...

Otimo jeito de escrever, você faz músicas também?
Abraços!

Alexandre Matias disse...

Alegria encontrar alguem que saiba lidar com as palavras, eu ainda tento...

Quando crescer, quem sabe não ande pelo mesmo caminho que o seu =D


Abraço

Beline disse...

Bela poesia, meio concreta, meio naturalista, gosto disso. A foto também tem seu destaque e ilustra muito bem o descrito... muito bom!

Marco Antonio disse...

Como diz Herbert Vianna "Astral do bem total". Adorei isso, ainda mais que estou meio 'pra baixo'... deu uma forcinha... Eu já escrevi sobre a chuva e o poder de renovação dela é totalmente comparável à nossa vida.

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Adorei! Seu blog está lindo, belas palavras. Me trouxe recordações gostosas, mas doídas...

Parabéns!

http://degustacaoliteraria.blogspot.com/

O Profeta disse...

PAssei para te deixar um abraço...

danisiinha disse...

bom encontrar um ser pensante...
otimo seu blog....
bjsss

www.daniilopes.blogspot.com

Alcione Torres disse...

Muito bonito. O blog dá uma sensação de calma, de tranquilidade.
Parabéns!
Abs.
Sarapatel de Coruja

Aline Dias disse...

�.
seu texto voa.

Mauricio Barbara disse...

Ygor, ocê publica as poesias de outros autores no seu blog?, então publique a poesia dos "irmão", mano!. Um grande abraço. Moritz.

...das desventuras desse mundo
em tempos idos de brutal violência
a ecoar entre os interstícios do inaudito

...persecutórios sonhos deste fruto
em miragens pálidas
a cavalgar pelos destinos dos malditos

Deste lugar que não sou
O outono cobre as quatro estações.

Moritz.

Gabriel Buarque De Faria disse...

"faz da flor pássaro fortaleza" ótimo e criativo isso, muito bom seus escritos e o blog camará! Só tenho uma crítica, nao gostei dessa forma de montar a poesia, fica dificil entender e cansativo ficar lendo, escreva normalmente sem inventar formas novas de publicações. Mais o conteudo é muito bom, realmente gostei, tem uma forma de escrita que muito me agrada! continue assim.

Parabéns!

adriana disse...

lindo!