sábado, 6 de junho de 2009

ADÁGIO

Foto: Syl Vigarani
~
...A poesia é vibração, acontece antes do pensamento...
Um lampejo da alma que sente dor, mas que também graceja em dias fuleiros.
Não se enquadra nas tradicionais quadras dos dias...
Ao 'Ser' apreciada, provoca mudança sutil no coração, acelera reles batimentos.
A alma vibra em sua plenitude e talvez, talvez...
Atinja milhões, milhões de moléculas vibracionais,
lançando assim em campos antes inférteis,
um fulgor radiante - diante trevas, escuridão crepuscular & solidão.
Transpassando a profunda marcante gilvaz na face Amorfa.
Uma nova/velha Luz - reinventando letras, linhas & caminhos...
Narrando mistérios inaudíveis, perpendiculares ao sentimento,
iluminando angústias ancestrais do adágio... E os sentidos, eles os outros em nuance P&B.
- Vetor luminoso - vertical sobre e sob o que se pensava inatingível e ausente até então...

Everaldo Ygor - junho de 2009.

16 comentários:

mariab disse...

poesia é mesmo, aqui, uma nova/velha luz.
beijos

*Teta de Nêga* disse...

Muito bom!!!

blog disse...

Eis você de novo no terreno simbolista, Everaldo. E agora tombando para os lados da metalinguagem.
Lembrou-me o manifesto simbolista de Mallarmé, em que ele dizia que "sugerir, eis o sonho". Depois atribuíram a frase a Corbiére, que é o melhor deles, a meu ver. O mais autêntico.

A poesia, para vc, é isso. Para Cabral, a engenharia. Para Leminski, a ironia. Cada um na sua.
Bom tê-lo de volta.
Grijó

Fênix Dualista disse...

Poesia...O importante é nunca deixar de fazê-la ao nosso modo. Esse mundo de diferentes nuances é o que a torna ainda mais sublime...

Vírgula Antenada disse...

Que surpreendente vc explicando logo a poesia...
Que pueril (frívolo, ingênuo) vindo logo de ti... estou sem compreender.
Ía citar, desisti.
Não te reconheci.

Syl Vigarani disse...

Adorei tudo... Muito bom mesmo... bom quando alguém consegue perceber a energia e os sentimentos que muitas fotografias proporcionam... digamos que é um trabalho em conjunto, uma troca, que completa... a poesia e a fotografia... pessoas com alta sensibilidade e de total mente aberta para diferentes entendimentos...

Parabéns!!!
Beijos,
Syl Vigarani

Ca . disse...

Belo poema, me lembrou uma frase que vi esses dias num livro;
" a poesia é a arte da palavra"
gostaria de ter o dom de poder escrever belos poemas assim.

Parabéns...

www.alternativa-vida.blogspot.com

Mateus disse...

entendo ou não a poesia nunca deixa de ser um tapa na cara.

abraço!

Dan Pessôa disse...

Escrever poesia é dialogar com a alma...
Parabéns!!!

Lalo Oliveira disse...

A poesia não é senão a ausência de conceitos concretos.

Lalo Oliveira disse...

E penso que somente o dadaismo antecede o pensamento.

Abraços, Everaldo.

=)

Jaime Guimarães (Groo Veiga) disse...

Eu tenho vergonha de aparecer por aqui porque sempre fico procurando palavras além do senso comum para comentar suas (belas) palavras.

Um dia a poesia bate com maior vibração por aqui...rsss...embora as palavras fluam.

Parabéns!

abs

O Profeta disse...

Não há longe, teu mundo a ilha
Tens andar gingão mesmo à maneira
O verde é manto que te afaga os pés
O mar é o teu azul por cabeceira

Passos ao encontro
Alma cheia de cor e ilusão
Braços abertos à aventura
O mundo na palma da mão

Bom fim de semana


Abraço

blog disse...

E tome referências aos simbolistas - mais uma vez.
Já disse isso e repito.

Abraço, amigo.

FG

Janice Diniz disse...

Admiro muito essa tua naturalidade em escrever coisas bonitas. Muito bom mesmo.

Abração

Ah, o Teofilina, agora, está em segundo plano. Adoraria que me visitasse aqui ó :

http://janice-diniz.blogspot.com/

O mundo de cada um disse...

Eu adoro escrever poesias, mesmo as vezes dando trabanlho de fazê-las, e vc conseguiu transmitir nesse poema todo o mistério de se fazer uma poesia.