sábado, 24 de novembro de 2007

.:.Estações.:.


Foto: Marlene Inês Kuhnen

Estações
Poemas felizes
São como as Quatro Estações
Todos nós temos um pouco
Temo de mais ou de menos

Tememos os amores
As liberdades
Um breve sentar a mesa
Um breve tilintar abraço

Para se deixar Amar
É preciso Ser as Quatro Estações
Sonhar ousado
Beijar a mesa
Temer menos
Abraçar & Sonhar mais

Estações para descer, sentir, subir – viajar...

Ultrapassar os lagos salinos.
Ouvir o violino dançar, olhar
Dançar dia e noite - sorrir

Sou filme mudo
Se sou primavera sou amarelo e preto
Verão Sol - preto no branco
Se outono, vermelho e branco
Inverno azul - branco de sua pele.

Everaldo Ygor – Nas Estações – Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro 2007.

44 comentários:

Sidcafeina disse...

Parabéns pelo blog, bem eclético...gostei

Abraço

Vinícius R² disse...

Muito bom poema. As quatro estações inspiram diferentes sentimentos, realmente. Eu diria que a primavera é sim a do amor.

E que de escrever poemas felizes, todos nós temos vontade. Nem que seja um pouco. Rs.

Mano Guardanapo disse...

É realmente MUITO, MUITO dificil, escrever poemas, não tenho a menor capacidade para isso

PARABÉNS

Kemp disse...

Muito bonito!
Realmente... precisamos temer menos!!!!!!
Bjo

young vapire luke lestat news disse...

belisimo poema......
parabéns poeta


[]s L.Sakasksida

MaxReinert disse...

.... a natureza sempre influencia o ser humano... por que não teríamos tbm as quatro estações em nossas vidas!?

Rafael Filho disse...

Belo poema,muito bonito mesmo as quatro estações.Parabéns pelo blog.

Jéssica Torres disse...

Para ser a quatro estações é preciso permitir-se, deixar-se ser e estar.
Abraçemos e sonhemos mais!
Belissimo poema!

Kemp disse...

Ahhh, e para variar a ilustração é muito bonita... sempre preto e branco... seguindo o clima do poema...

Mayra disse...

"Conhecimento é a única virtude e ignorância é o único vício"

amei o teu blog...
parabéns!!

Debora Hegedus disse...

Cadê us dvd manu?

Debora Hegedus disse...

PS TO FALANDO DE CORAGEM NO MEU BLOG.. HEHE COINCIDENCIA NÉ?

Caio Flávio disse...

Uma situação natural e bem harmonica.

O que a natureza de surpresas nós proporciona.

As quatro estações foram muito bem descritas aos amores da vida.

Belo poema...

abraços

Debora Hegedus disse...

hahahaha vc tem 39 e.....?

César Fernández disse...

ótimo poema :D

Vitor Abreu disse...

muito bom o poema hehehe admiro que tem o dom de escrever bem

Blog Esponja disse...

Muito bom o poema.
Gostei da forma como escreve.
Parabéns!!

Blog Esponja ®
www.blogesponja.net

Thaynne disse...

oie
gostei muito do seu blog e do poema tbm
vc escreve muito bem parabéns^^

bju

Johnny M. disse...

Belo poema, cara. Mandou muito bem.

Jane, passa a ser Simone, disse...

andei por aqui...
além do belo poema, a suavidade de seu blog é maravilhosa, otimo gosto e dá uma sensação maravilhosa passar por aqui...rsrs.
Bom, á está linkado.
Adoro vc virtual..rsrs.

Lucas Conrado disse...

Quando amo, só vejo o inverno. Penso que o sol me iluminará, mas não as nuvens frias e escuras fazem nevar novamente...
Seria bom se os dois lados quisessem mudar a Estação as vezes. Querer eu quero...

young vapire luke lestat news disse...

Já comentado e reafirmando lindo poema e um blog muito bom.

[]s L.Sakssida

Oliver disse...

gostei do poema, passa um ar de otimismo, de renascer.

Johnny M. disse...

Gosto do azul do inverno e do bronze do verão.

Andrey Lehnemann disse...

bem escrito... muito bom o poema... Escreves muito bem...

Abraço

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

Muito bonito...
às vezes eu tenho as quatro estações num único dia...
coisas do amor!
Belo blog, parabéns, bjksss

Vivi disse...

Parabéns pelo blog, tem poemas muito lindos!
Tenha uma ótima semana!

Kemp disse...

Verdade, meu caro... Tememos muitas coisas e muitos sentimentos...
A vida serve para nos amenizar...
Abração!!!!

An@Lu disse...

amei o poema. tem gente que simplesmente não sabe ser amado...

Lunna disse...

otimo gosto para musica e lindos poemas
tipico de uma alma boa!

:)

Júnior disse...

Muito bom o poema!!!

PArabéns pelo blog!!!

blog disse...

O jogo entre "ter" e "temer" ficou muito bom, assim como a idéia de ser "filme mudo" mas ser capaz de exteriorizar palavras.
Esse método é muito usado pelos pós-modernos, camarada. Vale sempre estar antenado mesmo.

Abraço

Otávio B. disse...

belíssimo poema. Estações inspiram música, e por que não poesiaS?

Abraços!

http://espadadotemplario.blogspot.com/

Chris Cunha disse...

Lindo poema! Sensível, verdadeiro...

Juliana Farias disse...

adoro poemas...


lindo esse... bela escolha... bjos

PEDRO MENEZES disse...

Adorei o poema, parabéns!!! =)

Gregory Vancher disse...

Mto bom o poema! Gosto desse tipo de poema que parece tentar,nos ensinar a amar melhor e mais intensamente (sinto não poder fazer poemas, apenas textos).
Parabéns pelo poema, pelo blog e pelo poeta que você é.

Carlos Vin disse...

E quando a morte chega, todas as estações acabam no mesmo mês


Bonito poema hein
Parabéns!
Vou ler os outros...

young vapire luke lestat news disse...

já comentei esta bela poesia.......


[]s L,Sakssida

CapinaremosRH@gmail.com (Zanfa) disse...

Muito boa Everaldo.

Andei por aqui. =P

Em todas estações...

Fênix Dualista disse...

as estaçoes e suas mudanças de cores se assemelham a nossa vida, nos mostram o quanto podemos ter sensações diferentes conforme o tempo passa.
muito bom.

abraço...

Maraboshi disse...

muito bom mesmo, adorei a escolha do tema e o modo de versá-lo

Ramon Mulin disse...

todo conteúdo natural ( da natureza), digo todos mesmo, do concreto ao abstrato, poeticamente falando tem ligação total com as reflexões que nós (poetas) fazemos sobre a vida, desde o comum até o mais denso, desde o lógico ao incerto, desde o esclarecimento à ignorância...
Ou seja, através de poesias, refletimos sobre tudo, sem barreiras. E é sem essas barreiras que temos a oportunidade de lermos uma poesia que aurifica as nossas mentes para todo o sempre, obrigado pela comparação e pela poesia...
irei te adicionar aos meu favoritos, e obrigado também pelo seu comentário, espero que pelos blogs, possamos trocar idéias.
abraços.

Meus blogs:

Espermas em meu cérebro:
www.ramoncloud.spaceblog.com.br

Campanha Blogadão (divulgação de blogs):
www.campanhablogadao.blogspot.com

Deborah disse...

Vim até aqui retribuir a visita que você fez no meu blog e eis que me encontro com textos lindos como esta poesia Estações. Gostei bastante de tudo o que vi. Acho que vou te visitar sempre. Um grande abraço