quarta-feira, 26 de setembro de 2007

POETAR

Vou poetar próximo de...

Cômoros corporais

Cômoros Pectus

Peitos, balas bolas bolachas.

Persona Lascívia

De brincadeiras

De embriaguez dominical

Vou liberar dessa moldura

Esperma em via laringotraqueal

Distonia do falo

Da fala

Da glande

Do desejo

Penitência dos Sentidos

Boca, bocas, poemas.

No poente de seus olhos

Na madeira açu, no centro...

Em bandas de lá

Do dia

Após dia...


continua...

Da obra inédita - Contos Eróticos de Everaldo Ygor. 2005.

4 comentários:

Anônimo disse...

Madeira Açu?

Everaldo Ygor disse...

Sr. ou Sra. Anônimo, no tupi-guarani açu significa grande, duro...
Abraços

Debora Hegedus disse...

Assista ao All about Anna que é mais sencillo que esse! rsrsrs

Apesar de o 9 songs ser melhor.

Baixou por aquele torrent?

Alcione Torres disse...

Muito bom.

Sarapatel de Coruja