quinta-feira, 11 de outubro de 2007

#SONHOS#

Sangue
Sonho da Bruxa amada
Vida
Viva do sonho alado
Nuvem
Branca do mito da Paz
Sopro
Inerte da figura que aqui jaz
Árvore
Seca da Primavera
Cor
Bela e azul que cura a mazela
Esboço
Da Paz que nunca chega
Desenhos
Da Liberdade que se apagam
Técnicas
Do desenho sem lápis e papel
Folha
Transparente de papel cor do pensamento
Margem
Pequena do tamanho do assovio
Linhas
Fortes e fracas da nota musical
Imaginação
Fértil de um Doente Mental.
Everaldo Ygor - 1992 - Do Livro Estação Liberdade (Da Existência do Ser) - ESGOTADO. "Foto: Marrr - Mesa Sítio Girassol"

2 comentários:

Boris disse...

show Everaldo!

=D
abraços!

Danilo Moreira disse...

Lindo. Sonhos são assim, mesmo, palavras soltas, mas que dão as mãos entre si formando um quadro de ideias e sentimentos.

Abraços!!!

http://emlinhas.blogspot.com/