terça-feira, 17 de julho de 2007

Bhagavad Gita

Nos versos do Bhagavad Gita, a sublime canção de Krishna, Deus está em tudo o que existe no universo, está em todas as pessoas, está em todas as coisas, como inclusive em nós mesmos, o poema de Krishna aponta para a auto-redenção pela auto-realização através do auto conhecimento, o encontro interior revelará a visão de encontro com todo o resto, a alquimia da unificação de Deus dentro de cada um está no conhecimento de que somos parte do outro, parte do todo e tudo isto pertence a nós mesmos. Bhagavad Gita

Um comentário:

lenekuhnen disse...

CANOS

Ah, como pesa esse fardo inventado pela mentira
Dos homens
Das ganâncias tão
Fluídas de seres
Esqueléticos, que dobram a pele fina dos corpos
Rasgados pelos dedos
Apertados em gatilhos
Mancos, de bombas
Frias, que estilhaçam
A alma, e domam as
Mentes pueris
Com seus bolsos
Abarrotados de notas podres
Apodrecem os caminhos
Leves, dos pés cançados
Dos olhos tristes
Das mãos calejadas
{ do balcão induzido}
pela mente insana
através de seus olhos
escondidos pelos olhos (óculos)
do verde negado
transfigurado, em sorrisos
insistentes
de vida, transmitida
no sol, só sol!
Cor plena, que dobra
A escoria
Vira na esquina
Não consegue o cano
Combater, aquilo
Que em nos,
Insiste em
ser, Ser!



Marlene Kuhnen
12/07/05